A participação em concursos reveste-se como uma atividade formativa de excelência que potencia e complementa o processo de aprendizagem, uma vez que alia o talento ao rigor do trabalho técnico e artístico do Aluno. Num concurso apresentam-se os “melhores”. E essa realidade de elevada prestação implica, inevitavelmente, um fervilhar interno, nem sempre fácil de gerir emocionalmente. Pelo que, um dos benefícios de participar em concursos consiste na possibilidade que o Aluno tem de poder desenvolver a capacidade de auto regulação das suas emoções. 

Os concursos são criados com o intuito de promover, incentivar e distinguir a excelência, e os Alunos que neles participam são estreitamente acompanhados e avaliados por especialistas com um extenso e reconhecido conhecimento nas suas áreas de especificidade. Logo, podendo os concursos ter a função de barómetro para a aferição da qualidade do processo de ensino e aprendizagem, os mesmos podem ser vistos como um instrumento que permite à Escola identificar e reconhecer se está a potenciar as capacidades do Aluno ao máximo.

É com profundo orgulho e alegria que o Conservatório de Música David Sousa vê os seus Alunos de Música e Dança serem amplamente distinguidos em concursos nacionais e internacionais de enorme prestígio. Leva-nos a crer que um ensino de qualidade não passa só pela mera formação técnico-teórica e artística, mas também pela formação pessoal e, até, emocional. Julgamos estar no caminho certo.

A todos aqueles que ousam arriscar e expor-se ao mundo, os nossos sinceros Parabéns.

 

Cristina Loureiro
Diretora Geral 
Conservatório de Música David de Sousa - Figueira da Foz
Conservatório de Música David de Sousa - Pombal

AP1.jpg